10.01.2017

Podia ter-me dado para pior! #208

Ontem tivemos o aniversário de um amigo, portanto optei por um outfit bastante mais informal (isto de ter de andar formal toda a semana tem muito que se lhe diga!). A camisa cheia de amorosos frenchies (em homenagem ao meu Rocky Man) foi um presente da melhor tia do mundo (a minha!) ❤️ e sem motivo, como é bastante habitual entre nós. Desde sempre. Adorei o tecido, a textura, o “cair” e sim, acima de tudo, o padrão obviamente! Está-me um pouco grande, mas como quem sai aos seus é de genebra não degenera (e nestas coisas saio mesmo à minha tia) não aguentei e tive mesmo que a estrear hoje. Também não é mal que me apoquente que eu cá nisso sou muito prática, e aliás, há peças de roupa que prefiro mesmo mais largas. Acho horrível as obsessões que algumas pessoas têm com os tamanhos das roupas, benzás-Deus. Migaaaas, todas as peças de roupa e consequentemente os seus tamanhos dependem de factores tais como: tecido, textura, cor, feitio, e outros por aí fora. Não vem nenhum mal ao mundo se tiverem uma camisola XS e outra L. Sintam-se bem, aceitem-se como são (não só exteriormente mas, e acima de tudo, interiormente). O importante é sentir-mo-nos bem connosco próprias. Acreditem, as pessoas reparam mais num sorriso verdadeiro - daqueles que chegam aos olhos! - do que naquilo que têm vestido. E quem repara apenas e só nas roupas e nos bens materiais? Sintam pena, apenas isso. A felicidade vem de dentro, pessoas. 

(Momento reflexão: a sério, A SÉRIO, que acabei de escrever todo um texto moral, que começou apenas no facto de uma camisa estar um pouco grande? Coragem. Ou paciência, pequenos chiclets.)

Terminadas as moralidades por aqui - que isto até era SÓ um post da vossa rubrica favorita, que por acaso é sobre moda e outfits - deixo-vos as duas únicas fotos da noite:





Camisa: Mango | Jeans: Zara | Ténis: 1.ª foto - CRISTINA; 2.ª foto: Cubanas | Mala: Moschino | Relógio: Michael Kors

1 comentário:

  1. Essa camisa é muito giraaa! Adoro a forma como te fica e esse detalhe que tem para apertar!
    Beijinhos,

    A Maiazita

    ResponderEliminar