3.30.2017

Ao meu pai ❤️


Parabéns ao melhor pai do mundo ❤️

No fundo, somos muito iguais. Divertidos, q.b., reservados em demasia. Justos, correctos e de palavra.

Porque foram sempre esses os valores que nos ensinaste: os melhores. Aqueles que tanto estão (infelizmente) hoje em deseuso. Mas que fazem de nós "os bons miúdos" de hoje.

Porque é isso que me dizem quando me falam de ti: dão-me os parabéns pelo pai que tenho! Pelo grande homem que é, pelos seus valores (tão indissociáveis de ti), princípios e bom coração. Pelo homem de palavra daqueles que já não se fazem.

Depois de uma infância dura e desafecta, és mil vezes melhor do que se tivesses recebido tudo aquilo que nos dás. Porque tudo o que és e fazes é para, e fundamentalmente, por nós. 

Não somos de demonstrar muitos afectos, mas ambos demonstramos o quanto gostamos um do outro, e uns dos outros, da melhor forma que sabemos. 

Não há muitos elogios, mas há sorrisos (quando ris já sei que gostaste ou que estou bonita!), e há olhares marejados de lágrimas. Brilhantes de orgulho e de felicidade. Depois há todas as pequenas coisas que fazes por nós. E que, julgo, retribuímos bem. 

São, vocês os três, o melhor que a vida me podia ter dado. E penso que a vida te está a retribuir da melhor forma que sabe: o que não recebeste um dia, certamente, o recebes hoje e receberás um dia, de nós. 

Desculpa pelas vezes que te deixei triste, ou que não fui tudo aquilo que poderiam esperar. Todos os dias, são vocês a minha força. E a minha felicidade. 

Só posso agradecer, todos os dias, por tudo, da melhor forma que sei: tentar ser a melhor filha que uns pais podem querer. 

Porque eu amo-vos mais que tudo neste mundo! 

Obrigada por tudo, pai. ❤️

Amo-te muito!




1 comentário: