2.09.2017

Filmes da Chiclet #33 especial 50 SOMBRAS MAIS NEGRAS

Juro, juro, juro, que vou TENTAR não ser spoiler. Mas é - vai ser - tão difícil!



Para começar? Expectativas altas, but, aterragem segura

Em primeiro lugar, esclareçam-me, pessoas de Deus: como pode uma pessoa mudar tanto em, vá, dois anos? Como assim, o Grey está tão mais Grey do que nunca? A não ser que tenha feito um botox e mais uma ou duas cirurgiazitas...engordado um bocadinho, perder a cara de leitinho e pãozinho sem sal, assim no geral...? Como assim?

Mas vá, agora a sério: o filme é muito, muito bom. Realmente BOM! Não só cumpriu, como excedeu, todas as expectativas. E olhem que eram muitas. 

  • O Grey como já havia mencionado no início deste post foi a minha maior surpresa no filme, e teve uma evolução visual muito acima do imaginável. 

  • A Anastasia - ou Dakota Johnson - cumpre o papel com uma delicadeza, inocência, doçura e profissionalismo, que sinceramente só lhe consigo imaginar a ela, neste papel, que mais parece ter sido feito desde logo, a idealiza-la. OK: um bocadinho pãozinho sem sal, um bocadinho de tiques a mais, e por vezes apetece esgana-la para que fale mais rápido e sem que tenha medo da própria sombra... but, é assim que, de facto, é suposto que ela seja. 

  • O filme está com uma qualidade muito acima do esperado, a banda sonora - já como no anterior tinha acontecido - não desiludiu, e o cover da música dos coldplay no início do filme está qualquer coisa de incrivelmente bom. 
  • A malévola Elena... estava à espera de alguém mais - wow! - mas aquela cara cumpriu o seu papel, e assustou-nos suficientemente.
  • O Jack - o chefe da Anastasia - nunca o imaginei como tal. Nem nos sonhos mais longínquos. Não me insultem, mas foi impossível não se gostar dele. E acreditem, estávamos à espera de o odiar. Mas depois ele também participou numa das minhas series preferidas (que acabei de ver este verão!): Rookie Blue. Por isso, sou suspeita.


Resumindo e concluindo, isto para não ser muito spoiler (prometi a algumas leitoras!), neste filme, até QUEM NÃO LEU OS LIVROS (ou simplesmente, os haters, os porque sim, os porque não, os que não gostam mas foram a correr ver...e, pasmem-se: até os mais púdicos!) acho, sinceramente, que é impossível não se gostar do filme, de todo. Não se ficar verdadeiramente preso naquelas duas horas que sabem a pouco e nos fazem, literalmente, chorar por mais. Este sim - ao contrário do primeiro - mesmo para quem não leu os livros, vai perceber a história, o personagem principal e o facto mais importante: trata-se SIM, de uma história de amor. Apenas com factores diferentes, histórias muito diferentes do habitual (que tanto criticamos), e em que uma das personagens tem um passado dramático e traumatizante que o transforma numa pessoa, no mínimo, com gosto peculiares. Neste segundo filme, sim, vão realmente entender toda a envolvência e essência da história... e preparem-se para perceber finalmente o porquê de tantos milhares de livros vendidos, o porquê de tanto sucesso, e de tudo o mais. Não é politicamente correcto? Talvez não. But, who cares?

O filme está realmente bom, com qualidade, tanto visual, quanto ao nível dos diálogos, do óptimo e inteligente sentido de humor dos personagens principais, na excelente interpretação, no facto de estar absolutamente fiel ao livro. Tudo, assim no geral.

Apenas três pequenos reparos: 
- porque é que só a personagem da Anastasia aparece desnuda? Não entendi. 

- Outra coisa, a parte do acidente podia ter sido um bocadinho mais explorada, mas vá, entende-se. Não podem explorar o livro todo na íntegra. 

- a Rita Ora pode meeeeesmo dedicar-se à música. Porque como atriz... é para lá de muito péssima. Terrível mesmo. 


Ok, críticos e entendidos do cinema em geral: já sei que não vai ganhar nenhum Óscar. Acalmem os ançaimes! Mas está bom, realmente bom. Muito melhor que o esperado. Fiel ao livro, que é o que se quer. Impacto visual: check! Em bom. Presos ao ecrã? Totalmente. Sem pessoas a mexer no telemóvel, sem luzes algumas, sem conversas. Só suspiros, risos, e monólogos do género: "Oh, é aqui que acontece isto!", "Ah, agora vai aparecer aquela", etc e tal. Nem sequer ouvi pessoas a triturar pipocas, juro! 

Recomendo vivamente e tenho cá pra mim, que ninguém nos lê: devo ir vê-lo novamente. Não duvidem, mesmo, do quão sou menina para isso!

Ainda não foram? Do que estão à espera?


5 comentários:

  1. Bom dia. Ontem vi que saía o post às 9h e fiquei meio ansioso para ler, porque de uma forma geral a opinião que tinhas dado do primeiro batia com a minha no geral. Confesso que fiquei desapontado com o 1º, too bad para supostamente ilustrar aquele que é para mim o melhor dos 3 livros, mas confesso que talvez reconsidere e vá ver este também. Sobretudo por dizeres que o Grey deu um salto qualitativo. E sinceramente foi a ausência de um grey forte que me fez detestar o primeiro. Quanto à cena de o Grey não aparecer desnudado, foi por imposição do Jamie. Inclusive ofereceram-lhe 4 milhões para que ele o fizesse, mas o rapaz não estava mesmo para aí virado.

    ResponderEliminar
  2. Estou mega ansiosa por ir ver, já no próximo fim-de-semana. Expetativas muito muito altas, e pela tua opinião acho que não vai defraldar as minhas expetativas.
    Quanto ao aspecto que falaste de o Grey estar muito melhor, também já tinha reparado nisso pelos trailers ;)
    Beijinhos

    http://dailyprinces.blogspot.pt//

    ResponderEliminar
  3. Gostei dos livros, não gostei do primeiro filme... Será que vou gostar do segundo filme? Depois de ler o que escreveste fiquei um bocadinho mais entusiasmada!

    ResponderEliminar
  4. Ansiosíssima por ir ver!!

    E depois de ler este post, a vontade cada vez é maior, enorme, gigantérrima!!

    Beijinhoo *

    https://celestepacheeco.blogspot.pt/2017/02/ootd-08022017.html

    ResponderEliminar
  5. Estou megaaaa ansiosaa! Nas já vou ver no sabado :)
    Beijinho
    Blog de uma Princesa

    ResponderEliminar