11.09.2016

O dia em que o mundo chorou.


A sério? A sério que passei quase uma noite em branco para ganhar o Trump? 

Não é só a América que está de luto. É o mundo. 

As pessoas choram. O mundo acordou... e estremeceu. 

A queda das bolsas está a ser comparada à queda depois do 11 de Setembro. A questão é: será que é só a queda da bolsa que deverá ser comparada ao 11 de Setembro?

Permitam-me:

11/09
09/11

Sabem o que é mais triste? É tudo isto ser resultado do facto das pessoas andarem famintas, absolutamente, sôfregas por mudanças. O mundo quer mudança, em tudo e a toda a hora, mas não está preparado para ela. 

Será extremista quem compara Trump a Hitler? Claro, dirão vocês. Ou talvez não. Cabe-me relembrar-vos, mundo, que o Hitler também ganhou as eleições. Também foi eleito. Possivelmente por pessoas que como vocês, queriam mudança. E conseguiram-na. 

O mais triste ainda, e que mais me revolta? É a triste, nua e crua realidade: Hillary Clinton não ganhou as eleições por um simples motivo - SER MULHER. 

É triste mundo, muito triste. 

É mais fácil, mais radical, mais in, mais ignorante, eleger um presidente xenófobo, racista, sem qualquer experiência em política (ou qualquer outra área útil à sociedade), formado em reality shows (basicamente é como se a Cátia Palhinha - Casa dos Segredos - substituísse o nosso Marcelo). 

Como é que alguém que: 

- Quer expulsar 11 milhões de imigrantes ilegais dos EUA; 

- Quer construir um muro gigante para separar os EUA do México;

- Quer impedir temporariamente a entrada de muçulmanos nos EUA e, enquanto isso, bombardear e aniquilar o Estado Islâmico.

Pode ser eleito Presidente? Como, mundo? 

Veremos quão mais vamos chorar e rezar. 

#PrayforAmerica 
#GodblessAmerica


1 comentário:

  1. Olá, eu adorei o teu post, realmente focaste tudo aquilo que se passou e irá passar. Definitivamente como é possível os cidadãos elegerem um homem assim mesmo depois de pôr a público as suas intenções depois de vencidas as eleições? Não dá para acreditar que o Trump venceu, decididamente devido à sua concorrente ser mulher, apenas por essa razão, o que nos mostra como os cidadãos continuam a ser "antiquados" e acharam que uma mulher não tem pulso para governar os EUA. É uma tristeza realmente que dá que pensar no que será o nosso futuro tendo esse homem no poder. Que seja o que Deus quiser, ou que acordem e peçam novas eleições para salvar este mundo!
    Beijinho

    ResponderEliminar