6.22.2016

Em Portugal, ser (de facto) Português

O jogo ainda não acabou. Neste momento está 2-3, com Portugal em vantagem no marcador. Com dois golos absolutamente de outro mundo do Ronaldo. 

Talvez o único jogador no mundo, que é quase sempre besta, e quase nunca bestial. Dito por portugueses. Sim, portugueses! 

Todos nós o devíamos admirar e defender acima de tudo e todos por um único motivo: é português! 

Independentemente de o considerarem pouco humilde, vaidoso, ou tudo o que lhe quiserem chamar. Uma vez mais digo: é português. E é o melhor do mundo. É nosso, e a grande maioria de nós só o sabe criticar. 

Para além de tudo mais, se é que interessa, um pormenor relevante: uma equipa e um país não são apenas um jogador. Lamento informar. 

Já cansa, entrar em tudo o que é rede social e ver mil e uma críticas a um jogador nosso, que por acaso é só o melhor do mundo, e que nós tristes e seres cobertos de pequenez, apenas criticamos. 

Querem uma novidade? Ele é humano. E todos os humanos erram. Não é uma máquina. 

O maior problema a meu ver é que isto reflecte não só o nosso estado para com um jogador, mas fundamentalmente, o nosso estado enquanto pessoas e seres humanos. Sejam mulheres, homens ou crianças, cada vez estamos - na sua maioria - piores pessoas. Egoísmos, competições, pessoas verdadeiramente más - e pior, que acham que sê-lo é aceitável. 

Sabem qual é a sorte do Messi? É que na Argentina, todos os argentinos não só falam bem dele e o idolátram, como não admitem que alguém diga o contrário. É só a pequena diferença deles para nós. 

Por isso, façam o favor de serem PORTUGUESES, e de apoiarem os nossos. Não só quando ganham, mas sempre. 

Já que hoje já sei o que a maioria vai dizer: "Não fez mais que a obrigação dele, esse melhor do mundo". 


Obrigada Ronaldo. ❤️

Sem comentários:

Enviar um comentário