4.06.2016

Filmes da Chiclet #26 | SELVAGENS




Na história dois homens (Aaron Johnson e Taylor Kitsch) produzem, consomem e vendem erva da melhor qualidade, além de dividirem a mesma mulher (Blake Lively). 

Exacto, leram bem. O, como carinhosamente era tratada por ambos - ou Ophelia - tinha neles os homens da sua vida e era incapaz de optar por um. Tinham os três uma relação "perfeita", à sua maneira. E amavam-se os três verdadeiramente, sem espaço para ciúmes ou sentimentos negativos. Um tinha como filosofia de vida a religião budista, e era todo ele paz e amor, sendo licenciado em botânica e vindo assim, dele, o conhecimento científico para a produção da melhor erva do mundo. O outro era todo ele brutalidade, terra-a-terra, explosivo... Tendo ido em missões para o Afeganistão de onde, à sucapa, trouxe as melhores sementes de erva de todo o mundo. Juntos, eram uma autêntica mina de poder. E todos queriam saber os seus segredos e conhecimento, na produção daquela que era conhecida a melhor erva do mundo.



A boa onda deles só não continua a mesma, pois eles entram na mira de um cartel mexicano, controlado por uma mulher impulsiva, Elena, e com um capanga (Benicio Del Toro) louco por poder. 

Apesar de muito bem relacionados com um corrupto agente (John Travolta) do departamento anti-drogas americano, as coisas acabam por sair do controle e uma sequência de crimes transforma a vida deles numa verdadeira bad trip

Como muita erva à mistura, o resultado são 130 minutos de boa adrenalina, turbinada com pitadas de cinema trash. A trilha sonora é só um dos muitos pontos positivos. Ouve-se ao longo do filme desde, Peter Tosh ("Legalize It") e versões interessantes de "Here Comes the Sun" (Beatles) e "Psycho Killer" (Talking Heads).




Intenso, irónico e estereotipado q.b., o filme, apesar de não ser um dos melhores de sempre, sem dúvida alguma que nos prende ao ecrã. Não sei se pelo impacto da violência, se pelo contraste dos seus protagonistas, se pelos antagonistas, ou até mesmo pelo final surpreendente. A verdade é que começando a ver, não dá para parar. Um filme de boa qualidade, boas interpretações, boas imagens... Resulta indubitavelmente num bom filme. Razoável, mas bom! Aconselho :) 




Vejam e digam-me a vossa opinião :) 

P.S.: confesso que o que me chamou à atenção foi a nossa querida Blake, eterna Serena. 

Espero que gostem! :) 








Image and video hosting by TinyPic

2 comentários:

  1. Não fazia ideia da existência deste filme, mas parece-me uma excelente opção para ver no fim-de-semana!

    Beijinhos,

    Sara

    http://lostinsarasworld.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  2. Acabei por ver este filme também pela querida Serena, mas é um filme que acho que deixa muito a desejar, acho que o que o torna mais interessante é mesmo o trio amoroso.
    Beijinhos

    ResponderEliminar