2.29.2016

Óscares 2016: versão pãozinho sem sal (ou nem aquece, nem arrefece)


Tina Fey, apesar de ser um Versace, ganha indubitavelmente o 1º lugar. Chata, chata, chata. 


Há pessoas que simplesmente gostavam de viver noutra época. Sei lá. Isla Fisher, com mais 40 anos em cima. Em Marchesa


O vestido é fofinho. Ela está supé grávida. Mas não deixa de ser apagadinho e definitivamente - not a dress for the Oscars.


Ganha apenas por ter cor. Não desgostamos, mas também não adoramos. E o tecido - o tecido - valha-nos Deus! 


Gosto da cor. Já vos tinha dito que o azul para mim é o novo preto, nunca compromete. Mas, mas, mas. Serão as alças? O decote? Toda a parte superior do vestido? Há ali qualquer coisa que... Não. 


Apenas chato. Sono, muito sono.


Gosto do corte. Apagadinho, nada de mais. Mas elegante. Odeio a cor.











1 comentário:

  1. Eu acho que há ali uns primeiros que são mesmo maus... Não percebi bem porque é que não houve mais vestidos tchaanaaaans este ano!

    ResponderEliminar