7.08.2015

Sara Carbonero - soltem as francesinhas!!


ES-CÂN-DA-LO!

Bem, basta uma pessoa ir à internet ou a qualquer outro sítio para ver a notícia da Carbonero em to-do-ó-la-do

Como bons portugueses que somos, temos logo sete pedras a atirar e a nossa veia patriota a vir ao de cima. 

A minha opinião é muito simples (e não me afinfem já esses dentes faxabôr):

Faz ela muito bem. Sim, leram bem. A Sarita faz muitíssimo bem! 

Em primeiro lugar, e contrariando a regra, ela antes de ser "mulher de..." já era jornalista. E das boas, já agora. Onde é que ela trabalha? Ora pois, em Espanha. 

Em segundo lugar, e apesar de haver muitas especulações e provavelmente até nem nada disto ser verdade... É em Espanha que tem tudo: família, casa (de uns meros 2,5 milhõezitos) e o filho. Rotinas, e por aí adiante. 

Em terceiro lugar, e por último, apesar de o Porto ser uma cidade lindíssima, as pessoas super simpáticas, e tudo o mais... FCP? Really? 

Ela diz que é como descer de divisão. (Quem somos nós para a contrariar?)

Aposto que ela não diria o mesmo de Lisboa. Mais precisamente ali do vermelhinho da 2ª circular ou BI-campeão nacional. Just saying. 

(Ahahahahah)

Vá, a miúda no fundo só não gosta de francesinhas... (Nós também não devíamos gostar não é?? Invejosas...!)



Agora fora de brincadeiras, acima de tudo, acho que devemos respeitar e não falar do que não sabemos. Provavelmente estas notícias tratam-se apenas de pura especulação... E a serem verdade: eles lá hão-de ter os motivos deles e resolverão da forma que melhor lhes convier. Caso ela não venha, penso que o que mais a prende a Madrid seja mesmo o seu trabalho. E não temos nada que opinar sobre isso, apenas porque algum engraçadinho se lembrou de uma ideia gira para vender revistas! 

A ver vamos: se as mulheres dos futebolistas vivem apenas e só para eles, e a única coisa que fazem da vida é passearem pelos shoppings com os cartões dos maridos, às compras ou a aparecer em festas - são o que são. 

Se aparece alguma que tem personalidade, e o seu trabalho, sendo assim independente do marido, está o caldo entornado! 

Vamos lá ver se nos decidimos. 



Xoxo 




5 comentários:

  1. Concordo imenso com o que dizes no fim: se andam ali sem fazer nada e vives às custas deles então não têm os maiores motivos do mundo para não ir com eles para onde quer que seja, mas se já têm uma vida paralela com trabalho e assim obviamente que não vão pôr os maridos em primeiro lugar e ficar elas prejudicadas.

    Lena's Petals xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Típica mentalidade retrógrada: preso por ter cão, e por não ter. Se é uma inútil que vive às custas do dinheiro e da fama do marido é o fim do mundo. Se é independente, exerce uma profissão (na qual, por sinal, é boa!), e consequentemente não faz do marido a sua única e exclusiva prioridade, fim do mundo na mesma. Enfim. Beijinhos :)

      Eliminar
  2. Concordo quando dizer que antes de "mulher de..." ela já tinha a sua vidinha. Acho que devemos de respeitar que não se tem de gostar de todo o lado. Se ela prefere Madrid ao Porto, bom para ela. Provavelmente muita gente do Porto ia achar que estava a "descer de divisão" ao ir para Espanha. São opiniões. Eu também ficaria na minha casinha milionária.

    Marta Rodrigues, Majestic

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acima de tudo o que eu acho é que isto são tudo especulações, e criadas de forma a que agora não se fala noutra coisa. Até pode ser verdade, ou então secalhar até disse algo parecido no entanto, agora destorcido pelas más línguas. Que eu saiba, ela nunca viveu fora de Espanha, e tem o seu trabalho lá. Quanto ao comentário sobre ser como descer de divisão, se formos a ver bem, sair do Real Madrid (melhor e mais conhecido clube do mundo) para o Porto, é de facto, mudar de cavalo para burro. Já não acredito tanto que ela o tenha dito, quanto a Portugal. Mas lá está: quem conta um conto, acrescenta um ponto. :) beijinhos

      Eliminar
  3. Concordo totalmente contigo!
    As mulheres tem muito o vício de largar a sua vida por causa dos homens e ela está a fazer exatamente o contrário, ela tem a vida dela, o emprego e os filhos para criar, e não tem que vir para Portugal só porque o marido vem. Até porque Portugal não é assim tão longe de Espanha, e para esta gente rica ir e vir é muito mais fácil do que para nós.
    Beijinhos

    Ana Teresa Lontro
    umavidadelontra.blogspot.pt

    ResponderEliminar