4.08.2015

Filmes da Chiclet #10 especial Velocidade Furiosa 7

Este post já tem uma semana de atraso, pois fui ver o filme na estreia, na quinta-feira passada. Mas com a Páscoa e tudo o mais pelo meio, foi-me de todo impossível. Mas vá, mais vale tarde do que nunca :) 

Hoje venho falar-vos do filme Velocidade Furiosa 7, que a meu ver foi mesmo o último desta saga que nos acompanha há anos. A mim acompanha-me desde a adolescência e são daqueles filmes que vimos 1001 vezes, sem nos cansarmos, sabendo quase todas as legendas de cor, e serão, sem dúvida, filmes que nos irão marcar para a vida.

É talvez, dos filmes mais versáteis que conheço. Pois é raro conhecer alguém que não adore Velocidade Furiosa! O que à partida seria um filme mais masculino, corridas de carros, e por aí adiante... mostrou-se exactamente o contrário. É um filme para ver com amigos, com amigas, com a família, com os mais novos, com os mais velhos... com toda a gente e toda a família!

Acima de tudo aprendemos uma coisa muito importante: que a família está acima de tudo. A família está sempre em primeiro lugar. E por família entenda-se os que mais amamos e que mais nos são, pois tal como afirma o Dom, tantas e tantas vezes - "Eu não tenho amigos, tenho família".  

A mim, ficar-me-ão sempre na memória e no coração. E serão sempre dos melhores filmes que tive o prazer de assistir. Para sempre. São praticamente 14 anos de Velocidade Furiosa. São muitos anos. 

Quanto ao filme em si, este último:
  • Não o achei, de todo, o melhor de todos os sete como tanto se ouvia e prometia;
  • Achei que tinha demasiados efeitos, demasiadas cenas "à filme", como por exemplo, no Dubai, passarem com o carro literalmente a voar por três prédios, e a imortalidade intrínseca de praticamente todos os personagens que com quedas brutais nunca morriam, como por exemplo o Hobbs, logo no início do filme;
  • No entanto, é sempre um óptimo filme, que nos deixa agarrados ao ecrã, a sofrer e a sorrir com os personagens, aquela magia que só eles têm de fazer em qualquer filme Velocidade Furiosa com que nos sintamos parte do filme, parte deles - família;
  • Quanto ao final, para mim foi indescritivelmente o melhor que poderiam ter conseguido ou criar. Foi impossível não chorar (e não chorei mais porque estava no cinema, acreditem). O Brian aparece em praticamente todo o filme, quase que nos esquecemos, por momentos, que já não está entre nós. Mas no fim, quando acaba o filme, e aparece o Vin Diesel a fazer uma dedicatória, com imagens de todos os filmes, de todos eles com ele - o seu sorriso é predominante em quase todas as imagens - ao som de See You Again, de Wiz Khalifanão há quem não desabe um bocadinho, não se arrepie, não reflicta. E o melhor momento, é sem dúvida, quando surgem dois caminhos, cada um segue o seu, e o do Paul segue em direcção ao céu, com uma estrela a brilhar. A despedida para mim vale por todo o filme. É impossível não adorar o filme.
  • Para mim o melhor de todos, será sempre o 5, passado no Brasil.








«Money will come and go... We all know that. The most important thing in life will always be the people in this room. Right here, right now. Salute, mi familia.» ("O dinheiro vai e vem... Todos sabemos isso. A coisa mais importante na vida serão sempre as pessoas nesta sala. Exactamente aqui e agora. Saudações, minha família.")

Até sempre, Brian! 



2 comentários:

  1. Também já tínhamos feito uma publicação do filme ( http://elaeele-nos.blogspot.pt/2015/04/velocidade-furiosa-7-uma-homenagem-um.html ). Engraçado como comentamos quase o mesmo... lol

    É de facto um filme que marca gerações. Quem acompanhou a sequela, por certo não se irá esquecer de quem foi Paul.

    Também colocamos uma proposta no blogue para responderes a uma tag :)

    Ela e Ele.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ja vi a vossa também :) eu lembro de ver isto com o meu irmão, mesmo desde pequena. A nossa paixão por este filme vem desde sempre. Fiquei mesmo bastante emocionada com o final, alguém morrer tão novo e ainda pra mais desta forma irónica, faz-nos mesmo pensar. A música então é linda :) quanto aos efeitos especiais, penso que a opinião é geral, abusaram um bocadinho mas é impossível não gostar deste filme :) Obrigada pela visita e pela nomeação na TAG :) beijinhos

      Eliminar