3.19.2015

Filmes da Chiclet #8

Hoje venho falar-vos de "Um vizinho insuspeito", que estreou no dia 5 de Março e o qual vi a semana passada mas o tempo tem sido escasso e queria dar-vos a minha opinião com tempo, e da melhor forma. Por isso, mais vale tarde do que nunca! E ainda vão a tempo de o verem :)

"Claire Peterson, recentemente divorciada, envolve-se com um homem mais novo que acaba de se mudar para a casa em frente. No entanto, o caso entre os dois depressa se transforma em obsessão e pesadelo."


O filme tem como elenco Jennifer Lopez, Ryan Guzman, John Corbett, Ian Nelson, Kristin Chenoweth. Sendo que a personagem predominante - e a qual me fez querer vê-lo mais que tudo - foi a própria da Jennifer e só.

Não sei se já viram o trailer, mas para quem o viu - como eu -, concerteza só se lembrou de um antigo filme da Jen - "Basta" -, que pelo trailer este parece idêntico e foi só assim muito, muito bom. Combinação perfeita, pensei eu. Uma mistura de Basta (a sério, vejam este filme!!), mais a Jen, novamente, só poderia dar bom resultado. Só que não

O filme propriamente dito, ao início - para mim, que ia cheia de expectativas - foi uma desilusão. Mas no fundo nem é bom, nem é mau. Não é um filme péssimo. Mas sei lá, achei que faltava tanta coisa, conteúdo, história, cenas. Nos dez últimos minutos então transformou-se num autêntico filme de terror like anos 80, tudo muito óbvio, muito violento, muito nada a ver com nada. Tudo é demasiado violento e gratuito, e em mau. 
A Jennifer Lopez é a única mais-valia de “Um Vizinho Insuspeito”. Gostei bastante da personagem Claire Peterson dela, uma mulher que, enquanto tenta colocar a sua vida em ordem — depois de se separar do marido, que a traía com a secretária —, comete o erro de se envolver com um jovem problemático de 19 anos.
Basta uma noite para Noah Sandborn (Ryan Guzman) ficar completamente obcecado por esta professora do ensino secundário. No entanto, nem se percebem as motivações deste jovem nem o que aconteceu no seu passado para ter comportamentos obsessivos e doentios.

Mas pronto, a Jen para mim nunca desilude, de todo. Só pela Mulher que é... tudo o que faz, sai bem feito.

Assim no geral, é um bom filme para se ver, se não forem com grandes expectativas. Não é um filme mau, no geral. Mas deixa muito a desejar, sem dúvida. Ah, e para os críticos das 50 Sombras, que acharam que havia poucas cenas de make love e as que houve fraquinhas eram... vejam este filme!






Para quem tiver curiosidade - este sim deviam mesmo ver! - deixo-vos a imagem do fime que vos falei:




xoxo

2 comentários:

  1. Eu adorei o filme Basta. E já vi mais que uma vez. Conseguem sempre fazer-me arrepiar aquelas cenas!! É mesmo bom. E por acaso estou com grande curiosidade para ver este novo filme da Jennifer. Mas se calhar não com tantas expectativas! =)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fiquei tão feliz com o teu comentário! Alguém que me compreenda :) eu adorei mesmo o Basta, também já vi umas mil vezes e não me canso! Quanto a este, se fores mesmo fã da Jennifer (e tiveres algum tipo de desconto nos cinemas, que os bilhetes estão caros como tudo!) vê. Eu gostei. Simplesmente não é, nem de perto, nem de longe, um Basta. Mas o mal foi meu que me enchi de expectativas :) beijinhos querida

      Eliminar