11.22.2014

HUNGER GAMES

Em primeiro lugar este post é só para os lovers de Hunger Games! (Ou para aqueles que, tristemente, ainda não conhecem... mas confiem em mim: vão ver e apaixonam-se!)

Em segundo lugar, peço desculpa pois este post deveria ser de ontem, mas estava demasiado extasiada com o filme! Beeem, pra começar, havia duas salas de cinema no Colombo a exibir a estreia do filme, mas pois bem meus queridos, 30min antes (eu sei, devia ter ido lá dormir de véspera, I KNOW...), estavam só assim para o 100% lotadas. Isso mesmo meus caros: 100%, duas salas. Enfim. Eu logo em stress total obviamente, lá fui a correr com o homem para o Alegro onde havia duas sessões, uma às 21h30, a qual obviamente já não iríamos a tempo, e outra às 22h! Por sorte, chegámos mesmo antes do enchente de pessoas começar. Mesmo a tempo (de não ter que ir novamente a 200km/h para outro cinema à procura de sessão)! É que eram só dois lugarzinhos, nada de mais, mas esta gente parece que enlouqueceu!! Era o apocalipse. O momento mais esperado de todos os tempos! (Pronto já estou a divagar, mas acreditem, era a loucura total!)

Quanto ao filme propriamente dito, tenho a dizer-vos que foi para mim o MELHOR de todos os tempos. O MELHOR de todos os três.
Não teve cenários tão coloridos, nem tantos efeitos especiais. Mas ganhou, a meu ver, na forma como tocou cada espectador. Penso que, acima de tudo, foi muito fiel ao livro, à história em si. Mas foram cenários muito "reais", cenas muito tocantes. Apesar de ser um filme que, à partida, não nos levaria às lágrimas. Mas foi daqueles filmes em que não nos deixa sair da tela, o pensamento, o olhar, todos os sentidos ficam ligados em sintonia com o filme. Mas fundamentalmente, e acima de tudo, para mim, quem está absolutamente de parabéns é a Jen! Que atriz!!! (Sim, não fiquem já todos afetadinhos com as intimidades tá?! A Jen... é a Jen!) Mas agora fora de brincadeiras, é uma actriz absolutamente bestial. É o jeito dela, são os olhos sempre marejados de lágrimas em todo o filme, e com um olhar triste que só ela. Ela vive verdadeiramente as suas personagens, todas no geral, mas esta, em particular. É um verdadeiro exemplo, ainda mais pela idade e (relativamente pouca) experiência que ainda tem.

Sem dúvida que foi um filme que valeu cada minuto, cada viagem, cada bilhete. Só é pena ser o penúltimo, penso que é mesmo a única parte negativa do filme. Ah, e os "míseros" 7.5 de pontuação no IMDb. Really? Só?

Enfim, dêem a vossa opinião :) Quem mais AMOU o filme? Como não amar?

Xoxo,

Mrs. Rosa Chiclet










Sem comentários:

Enviar um comentário